13 abril 2010

Entre a Serra e o Mar

Quase de madrugada … pelos menos para os mais jovens  … partimos sete Trincas - João e Carlos Pirex, Nuno, Rui, Zé, João Tremoceiro e eu à conquista … julgava eu … das arribas entre as praias das Maçãs e o Magoito.
Estava um dia lindo, daqueles que o nosso cantinho à beira-mar “plantado” nos consegue proporcionar, com aquela luminosidade tão intensa que dizem não se encontra em muitos outros locais do mundo.
O local de partida foi a vila de Colares. Partimos em bom ritmo, cheios de força encorajados pelo dia prometedor e pela vontade de chegar às arribas. O percurso a efectuar correspondia à 1ªparte da Maratona de Sintra.
O início da volta foi feito por estradões entre os pinheiros e as belas vivendas existentes na zona entre Colares, Banzão, Azenhas do Mar e Fontanelas. A conversa ia boa e o ritmo também.
O nosso anfitrião “fictício” Rui dizia que esta volta era boa para se fazer - mesmo em tempo de chuva! - … porque o terreno era propício … enganou-se redondamente … e como suponho que o fotógrafo de serviço tenha ilustrado convenientemente (senão demitimo-lo!) … apanhámos inúmeras linhas de água ainda com um caudal considerável e mesmo lama.
Depois de uma boa meia-hora a rodar avistámos no horizonte o azul do mar por entre a vegetação e começámos a guiar-nos por ele em direcção às arribas … chegámos ao cimo das praias com vistas fantásticas perto da Praia da Aguda, avistando o Magoito e a Ericeira ao fundo. O Rui ainda mencionou qualquer coisa de … costumar brincar na praia … Fomos um pouco sobranceiros às arribas e começámos a ir para o interior, descendo numa garganta de vegetação densa por um trilho espectacular que desembocava num curso de água … que não chegámos a ver.
Depois de paragem para abastecimento, começámos a subir e encontrámos as maiores dificuldades do dia, com muitas subidas de rochas e pedras “rolantes” … um território de eleição dos Trinca Pedras!?!
Já com o vento a levantar-se – fazer este percurso num dia de vento não deve ser fácil – atravessámos um prado verdejante com as bikes autenticamente a abrirem caminho … deve ter dado uma foto espectacular.
Os últimos quilómetros já novamente entre os pinhais e as vivendas a chegar ao Banzão e a Colares foram feitos em bom ritmo.

Duas notas finais: foram muito recordados os Trincas que não puderam estar presentes … por isso apareçam sempre que possam … eles mandam “bocas” mas gostam muito da malta! E parece que é na próxima volta que vão distribuir as camisolas ….
Isto sabe muito melhor – pelo menos para mim! – quando se conjuga convívio “ao volante” com as paisagens que a Natureza nos tem para oferecer.
Agradecimentos aos guias (verdadeiro e fictício!) e ao fotógrafo.
Trinca Ramos

PS. Fizemos 40 kms … mas a estatística deve estar aí a chegar …

Post By Trinca Ramos

3 comentários:

Pirex disse...

é isso mesmo. voltem que estão perdoados.

As fotos vão a seguir

Abraço
Pirex

João Tremoceiro disse...

Grande reportagem Tiago.
Reforço o apelo do Tiago aos Trincas que não têm aparecido, voltem que o que interessa é o COMBIBIO.

Pirex e as fotos???

Pirex disse...

as fotos tá quase. estão na tina a revelar :)