04 abril 2010

Domingo de Pascoa na Galega

É verdade… nem na Pascoa ficamos em quietos... Não senhor, já chegou o inverno que tivemos que passamos dias a fio a bezerrar na caminha. Não mesmo. Daqui para a frente e enquanto houver saúde e o tempo o permitir vai ser sempre a esgalhar eh eh eh.

Outra grande verdade é que começar a pedalar ás 8 da manhã dá-nos uma margem muito maior. A de hoje foi usada para regressar mais cedo a casa, 11.30. Quem não veio por causa das horas a que chega a casa pode pensar nisso.

Mas por outro lado, a manhã de hoje estava muito fria e demorou um pouco a aquecer os músculos. Por isso decidimos atacar as subidas e fomos directos á Charneca e depois Venda do Pinheiro. Tínhamos um objectivo em mente, mas este foi logo alterado assim que entramos na terra. As cores da paisagem rapidamente sugeriam que nos dirigisse-mos para a Serra de Montemuro e dai descer a Ponte de Lousa. Claro que havia que voltar a subir ao cabeço de Montachique.

Assim foi, uma manhã tranquila, com um andamento calmo e sem grandes esforços porque ainda haviam marcas de sexta. Mesmo assim com subidas suficientes para acabar com o sentimento que valeu a pena.

Por outro lado, neste fim de semana, fizemos quase todos os picos da zona Galega. E no somatório dos 2 dias, temos 70 kms e 2800 metros de acumulado. Nada mau mesmo.



























Abraço
Pirex

5 comentários:

João Tremoceiro disse...

Também andei por esses lados, mas com a familia.

Anónimo disse...

Poucos mas com vontade de pedalar.
O melhor veio a seguir o Pirx fez um churrasco de comer e de chorar por mais.

Trinca tuga

João Tremoceiro disse...

Pois, se tivessem divulgado já não seriam tão poucos.

Pirex disse...

JT, a motivação não pode ser o churrasco... Se não é como com as camisolas :)

Brites disse...

Cães...
A pedalar na páscoa... Com almoçarada no final... E não convidam para a comida...
Abraço,
Ass: Trinca-Tudo