28 fevereiro 2010

Á procura da aberta

Na sexta-feira passada lancei o desafio para virem pedalar na Galega. Alguns ainda responderam para justificar a ausência. Mas houve um tio em especial (eh eh eh) que me atirou com um descritivo sobre as condições climáticas previstas para este domingo. O que ele não sabia é que a exemplo do que fizemos todo o inverno, o truque era fazer um ponto de situação 1 hora antes da partida. A única novidade foi que nas anteriores tentativas ficamos na caminha e desta vez decidimos ir em frente.
Bendita hora. Bem, o Tuga não é da mesma opinião. Acabamos por sair um pouco atrasados por caiu uma grande borrasca que deu direito a trovões e tudo. Mas logo a seguir o tempo abriu e ainda deu para ver o azul do céu e o sol apareceu durante parte da manhã.
O dia ia ser feito pela estrada e lá fomos com destino a Mafra. Na Malveira viramos pela estrada da Abrunheira onde evitamos algum trânsito e apreciamos a paisagem. Nesta fase o Tuga já se queixava enquanto o Gadget mostrava o que anda a treinar.
Chegados a Mafra, encontramos o Grupo dos MetralhasBtt a tentar tirar uma foto de grupo em frente ao convento e o Brites entrou em campo com toda a sua experiencia de repórter para dar aos rapazes a recordação devida. Ainda teve tempo para ir buscar uns travesseiros que espero tenham sido apreciados lá em casa.
Arrancamos de novo agora com destino á entrada da Tapada de Mafra para depois subir e descer ao Gradil. Dai, passamos á Casa do Zé que foi baptizar o Afonso e a quem desejo as maiores felicidades.
Um dia destes teremos vários descendentes a partilharem os trilhos connosco e darem-nos umas tareias.
Ainda tivemos tempo para nova paragem na Malveira desta vez para comprar pão de Mafra (e que bem que este me soube).
Dai para a frente e até chegar a casa foi sob a ameaça de chuva, que só nesta altura apareceu.
Foi uma boa manhã de pedalada, com boas abertas, alguma água na estrada a salpicar o corpinho. Aqui ficam as minhas fotos e alguns dados do gps.






























Abraço
Pirex

3 comentários:

João Tremoceiro disse...

Vocês foram ás comprar ou andar de bicicleta? E esses 1300m a subir ... tretas.

Quando é que o pessoal faz uma volta de BTT como deve ser?

Pirex disse...

Quando tu quiseres :) já olhaste bem para o gráfico??? achas que não foi???

Abraço
Pirex

Nuno Vilhena disse...

Só para completar os dados, informo que a velocidade média foi de aproximadamente 19.5 Km/h, ou seja coisa para meninos.

Força nesses pedais

Nuno Vilhena