25 maio 2011

Nas planícies de Sintra

O título parece desfasado. Contudo elas estão lá.
Desta vez desafiei a malta a voltar a Sintra e o Brites propôs fazer percursos novos. Alguns deles já seus conhecidos mas que todos nós só víamos do topo da serra. Lá fomos.
Ponto de encontro na Barragem do Rio da Mula e saída às 08. O dia prometia bom tempo e a malta estava toda animada. 8 foi também o numero de presenças (o tal núcleo duro que o Rui tanto fala).
Fizemos uma primeira subida à Serra para logo descer e meter nos caminhos novos. Mas não foi só facilidades. O Brites tinha reservado umas descidas um nadinha atrevidas (daquelas que o Alex gosta) e avisou “ o gajo faz isto tudo na brisa e sem desmontar”… pois…
Eu já estou a ficar velho para estas coisas e há alturas em que o regos metem respeito. Desmontei… 2 vezes…
O Brites é que ficou muito surpreendido ao ver o JT a descer em grande estilo, mas eu já o tinha visto a fazer aquele movimento de meter o rabo atrás do selim. Grande JT que está cada vez mais imparável.
Houve ainda lugar a passagem para o Brites visitar os seus amigos no hospício de Cascais e é incrível como todos se lembravam dele e o mesmo aconteceu no centro de recuperação de toxicodependentes… também todos se lembravam dele eh eh eh.
Foram 35 kms de convívio e boa disposição.































Domingo há mais
Abraço
Pirex

3 comentários:

João Tremoceiro disse...

Foi uma volta bem catita. Com muitas rotundas, que o guia não era de confiança (o tipo mete a roda em sítios esquisitos), mas a coisa fez-se.
Pessoal, quando é que marcam a serra da estrela?

Anónimo disse...

Adorei esta variante em Sintra. Parecia que estávamos em outro local ... e não tivemos que subir ao alto da serra:)
Abraço,
Tiago

Anónimo disse...

Oi foi a 2ª vez que li a tua página e adorei tanto!Espectacular Projecto!
Adeus