13 março 2008

Help, Socorro, Hilfe, Ayuda, Aiuto, помочь

O rescaldo,
Caros amigos bttistas, eis que me encontro recuperado de umas contracções paroxísticas mais espontâneas que o costume, e, preparado para um rescaldo de mais uma das nossas aventuras de fim-de-semana.

Desta vez, houve um palerma qualquer, que decidiu que o Socorro era um bom desafio.
É, foi, e, provavelmente, continuará a sê-lo para outros. Mas também, julgo, ficou bem presente que vale bem a pena subir até ao alto.

Vamos começar pela estatística do costume:
Total Time (h:m:s) 3:28:03
Moving Time (h:m:s) 3:00:31
Distance (km) 32.93
Moving Speed (kph) 10.9 avg. ; 53.1 max.
Elevation Gain (m) +1,039 / -1,039


Existem inúmeros aspectos a relatar, mas gostava que atentassem na diferença nos dois primeiros valores. Apenas 28min, quer dizer que passei o tempo todo a pedalar, nem tive tempo para descansar. Nem consegui comer a banana que roubei ao TrincaPirex.

E o que me dizem deste belo gráfico, desenhado a regua e esquadro, tal é a simetria que apresenta.

55 % do tempo, mais de 1h 30min, foram feitos sempre a subir!!! É obra.

O dia começou com chuva, e a quantidade de sms a pedirem encarecidamente para ficarmos em casa não paraqvam de cair. Ainda bem que resistimos, é que acabou por ficar uma manhã radiosa, com algum vento, mas com sol suficiente para aquecer a subida. Como se fosse preciso.


Desta vez, aconteceu-me uma coisa estranha, que foi encontrar em diversos cruzamentos sempre o mesmo amontoado de ciclistas em amena cavaqueira. Sempre os mesmos, sempre o mesmo descanso, sempre a mesma alegria e, sempre o mesmo a chegar atrasado. O camisola amarela era o pior deles todos. Fón-ix, ganda maluco, só porque tinha um brinquedo novo queria ir sempre á frente para não aparecer ninguém nas imagens.

Já eu, é ao contrário, vou sempre atrás, porque gosto de ver todos nas minhas filmagens.

A verdade é que, devagar, devagarinho, cheguei lá acima sem descer da bike, o que para mim é um sucesso dos grandes. É claro que tive de gramar com a cambada a acenar lá de cima, feitos campeões da Sra da Graça ou da Serra da Estrela. Mas o meu prémio da montanha está feito.

A Serra do Socorro já cá está no papo. Agora falta ...
Ah ainda tive oportunidade de ver o TrincaTuga, ou será o Flash. Que subiu a serra de olhos fechados, chegou lá acima e disse ... "Isto que vêm lá em baixo é tudo meu ..."


Um abraço
PL









1 comentário:

JT disse...

Uma questão me atormenta depois de ler o teu relato. Se eu parti e cheguei ao mesmo local, como é que subi mais do que desci? Acho que não posso estar em casa. Eu estou mas é perdido na serra. Isto é um sonho. SOCORRO ::::