29 janeiro 2007

Cartas do TrincaDoc

Do vosso mui excelso amigo e companheiro de pedaladas,

Meus caros trincas, meus caros congelados trincas, escrevo-vos esperando que nenhumas das extremidades corporais que possuem se tenha ressentido demasiado do frio polar que resolveu aparecer pelos lados de Sobreiro Curvo, onde um grupinho de 800 palermas resolveram pedalar por campos e vales.
Que borrasca ...
E no entanto, tudo começou em festa. As ruas de Sobreiro Curvo estavam engalanadas e o som da magnífica música desse extraordinário compositor que é Quim Barreiros, enchia o ar alegrando a disposição de todos os que marcaram presente. 7 Trincas e 763 não sei o quê.

Esta foto é muito malandra! Só precisam de olhar para o segundo plano!



Que figura !! Como é possível?

Os 40 estão no papo. Olarila!

O que é certo é que, logo após tiro de partida, o pontapé de saída, a largada, o tempo virou de tal maneira que o céu escureceu, a chuva começou a marcar presença (timida). Mas nada que vos incomodasse.
E durante alguns km, o passeio foi isso mesmo, um passeio. Caminhos rurais largos, sem lama, duros, com excepção de um ou dois pontos mais estreitos que provocaram filas parecidas com as do ic19.


O Hugo e o Alexandre (na sua 1ª trincadela)

Mas de repente. Eu vi as Berlengas!

A sabedoria popular da região diz que quando a Berlenga se avista, como se estivesse ali mesmo ao pé da praia, é sinal de que o tempo vai virar. E virou mesmo, levamos com a frente fria em cima e nem tivemos tempo de pensar muito no assunto. Se quiserem ver eu encontrei uma fotografia do responsável, pelas provações que passaram.Estão a ver aquela depressãozinha. Pois é!

A partir daí, foi um frio de rachar, a temperatura caiu para perto dos 2C, a chuva começou a cair com mais intensidade, gelada. Os relatos de neve, na Malveira, Lisboa começavam a chegar via tm. Já ninguém sentia os dedos das mão, os pés e ... o nariz.

Por altura do abastecimento, uma fogueira permitiu aquecer um pouco os ânimos. O TrincaBoss o TrincaPirex e o Nuno (temos de lhe arranjar um nick) já lá iam. Corajosos.
Nós os quatro que ficamos mais para trás, comemos uma laranja, trincamos dois bolos, aquecemos as mãos na fogueira, tiramos uma fotografia para a posteridade ....


... e fizemo-nos à estrada. Para dizer à verdade, fizemo-nos ao lamaçal. Pois a partir desta altura só queríamos chegar ao fim. Os cinco km que faltavam, custaram mais do que todos os passeios feitos até à data.
O frio era de rachar, já não existia uma parte do corpo seca. Estavamos gelados.
Nunca vi tanta gente com pressa de chegar.
Bicicletas sem travões. Pelo meio de trilhos cheios de lama e água as quedas eram cada vez mais frequentes e o pior era o frio. Acabaram-se as fotografias (os dedos já só serviam para mudar mudanças).
É escusado dizer que a boa disposição não desapareceu ... mas.

Por ultimo uma palavra de reconhecimento para os heróis do dia que se fizeram aos 40 km e que acabaram cá de uma maneira, que só visto. Parabéns aos três. Vejam bem a figura em que chegaram.


O leitão ficou para a próxima. Esse sim é um desafio que deixo.

Do vosso,
Trinca Doc

6 comentários:

Anónimo disse...

Caro Trinca-Doc,
Pois é ....já há muito tempo que não passava tanto frio e quanto à lama ... ainda houve quem sugerisse luta na lama .... mas já não tinha piada nenhuma ... já estávamos todos "castanhos".

E tu estás um autêntico "contador de estórias"! Com os "posts" que já estão no site podíamos editar o "Diário de Bordo dos Trinca-Pedras" ... uma espécie de louvor aos antigos cronistas e um legado aos nossos descendentes. Fica a sugestão. Acho que seria um sucesso! E muito didáctico .. aquela de que "julguei que a tinha trazido de casa" é uma das primeiras lições de anatomia humana e uma explicação "sábia" para algumas constatações do mundo: aliás ... há quem diga que é por isso que nos países do hemisfério sul não existem problemas de natalidade!

Boa semana !
Trinca-Ramos

JCSC - Zé Carlos disse...

Nao estive neste passeio, mas hoje "acidentalmente" vim parar ao vosso blog.

Parabens voces percorrem Portugal a pedalar tantos sao os locais que ja vi nos posts e sempre com reportagem fotografica e pelos vistos boa disposição. Continuem...

Ja agora se quiserem visitar o "nosso" site, não façam cerimónias - http://sobeSOBEeDESCE.no.sapo.pt

Brites disse...

Os vossos relatos sobre o passeio do Sobreiro Curvo fazem lembrar-me o Grândola G100 que fiz em Outubro de 2005.

Na viagem para Grândola, ora chovia ora fazia sol.

Quando chegamos a Grândola, um sol esplenderoso...

Assim que foi dado o tiro de partida começou a chover, chover, chover, chover...

Choveu até ao momento em que cheguei a um cruzamento que indicava: "Esquerda percurso de 50kms", "Direita percurso de 100 kms"! Não hesitei...

Chiça...tinha gasto quase 300€ numa transmissão novinha...que ficou completamente desfeita...

Abraços Trincados
Ass: Trinca-Tudo

EL MOUREX disse...

Gostei do dinamismo do V. blog, parabens!
É altamente ter um grupo de amigos que partilham connosco o mesmo gosto pelas bikes e pela evasão que elas nos permitem, não é?
Este ano não fui ao Sobreiro Curvo; fui no ano passado e a dureza foi a mesma! Porque é que eles escolhem sempre o dia mais frio do ano para este passeio? Visitem o blog das VACAS VELHAS MOUNTAIN BIKE TEAM:
http://vvmbt.blogspot.com
Abraço,
El Mourex

dinis bttsaloios disse...

vim parar aqui porque queria encontrar pessoas que gostem do btt da para perceber que voces levam as bikes pelo melhor que elas tem para nos dar o convivio divercao e muito sofrimento a mistura muitos parabens pelo vosso blog

dinis bttsaloios disse...

vou la ao sobreiro ja agora vou deixar sitio dos saloios btt para qem estiver vir ao nosso ride(passeio).saloiosbtt.netgoo.org . oride vai ser dia 13-4-2008