15 abril 2008

Sintra 13 de Abril

è só um cheirinho... Alex este é para ti :)

video

Desculpem estar a tremer mas estava nervoso por tentar seguir o Alex...

09 abril 2008

Trinca Pedras na Serra de Monfurado a 4 de Maio de 2008

Dia do evento: 4 de Maio

Inicio e fim: Castelo de Montemor-o-Novo

Ponto de encontro geral: Posto de abastecimento da Repsol de Vendas Novas (5Km depois de entrar na A6) às 7.30h.

Partida de Montemor-o-Novo: 8.30h

Previsão de chegada: entre a 18 e as 19h.

Percurso: Montemor-o-Novo; Serra de Monfurado (Santiago do Escoural;; Nossa Senhora de Guadalupe); Barragem dos Minutos; Montemor-o-Novo.


Locais de interesse: Serra de Monfurado (sitio classificado da Rede Natura 2000); Cromeleque dos Almendres; menires e antas; minas; diversas barragens; paisagem.

Desnível acumulado: aprox. 1300 m


Distância percorrida: aprox.100 km

Dificuldade Técnica: 3

Dificuldade Física : 5

Zonas privadas : sim, atenção: deixar as cancelas fechadas!

Contacto: jtremoceiro@gmail.com

Agradecimento especial aos autores do percurso: Grupo de Cicloturismo de Montemor-o-Novo

Aqui vão uma fotos para motivar o pessoal.


Não resisti

video

07 abril 2008

Há dias que dá para tudo.

O grupo estava quase completo, para além dos habituais foram ainda o meu vizinho Nuno (Trinca Apalpadelas), o Rui (Trinca Vermelho) e o Luís (Trinca Azul), faltaram entre outros o Trinca Bep Bep que ficou a pintar o nosso logótipo e o Trinca Doctor que foi às orquídeas. Dos presentes quem foi rapidamente às urtigas foi o Luís que, para não atracar em cima do Rui, travou de tal maneira que se desequilibrou espetando o guiador nas costelas com tanta violência que quase perfurou as mesmas. Por sorte o Nuno este fim-de-semana não ficou a dormir e rapidamente tomou conta da ocorrência. Arregaçou as mangas e com o ar profissional que se reconhece a um especialista, começou a apalpar o Luis. Este mal podia reagir pois as dores eram muitas e para além das faces pálidas mal respirava. O Nuno mostrou que percebia do assunto, comparadas as arcadas pulmonares e ditas umas quantas piadas para elevar o ânimo, o Luís lá se levantou e seguiu pelo próprio pé até ao carro.

Uns metros antes já eu tinha experimentado a rigidez do solo de Belas, ignorando os avisos do Brites e embebido da adrenalina daquela descida trialeira, acabei por não me decidir em qual dos regos meter a roda e estatelei-me. Entreguei a minha menina às mãos sábias do Trinca Tuga que, com carinho e sensibilidade, pôs o desviador da frente no sítio de onde nunca deveria ter saído.

O Trinca Tudo guiou-nos por singletracks fantásticos até ao túnel de Belas. A travessia do túnel foi demorado pois o Vermelho perdeu uma lente dos óculos, quando saiu parecia o Camões montado numa bike, uma barrigada de riso….

Com tantos trilhos de pedra o Ramos acabou por furar, demoramos cerca de 20 minutos para trocar o pneu que teimava em não encaixar na delgada jante. O Boss, com o seu novo camuflado deu à bomba com mestria acabando por resolver o problema.
Seguimos no picanço com as motos e quads que por ali andavam até que nos desviamos por cima do aqueduto só para fazer inveja, o Gadget delirava com a sensação de pedalar a 2 metros de altura.

Mais uns singletracks lindos, pista de freeride, trilhos que pareciam carris, umas quantas subidas de pedra e o Nuno perguntavam: -”falta muito?”. O Brites com o seu ar descontraído aponta na direcção do carro dizendo “é um quarto de hora até ao carro”. Pois, quarto de hora dos dele e do Pirex, ainda subimos mais umas quantas vezes debaixo de um sol tórrido que deixou marcas faciais.

Para o fim mais um singletrack rápido e com pedra, 200m debaixo de vegetação com um aaaiiiiiiiii, gancho à direita que valeu uma queda aparatosa ao Vermelho e uma gargalhada geral. Com tanta vegetação ele escolheu a mais fofa e a que não picava. Isto é que é perícia!

Assim se passou uma manhã linda, divertida e em boa companhia lá para os lados de Belas

01 abril 2008

Desafio na Beira-Baixa!

Desafio na Beira-Baixa!

Pois é .. aqui estes três trinca-pedras rumaram este Domingo até à Beira-Baixa - mais propriamente concelho de Oleiros, localidade do Estreito - para experimentarem as ... agruras do pinhal interior !

Esta zona - conhecida como do Pinhal Interior - faz parte da maior mancha florestal de Portugal e a paisagem é composta por serranias a perder de vista, cobertas de pinhal (ou q já foram cobertas) e alguns eucaliptais e "pintalgada" de pequenas aldeias.


Portanto, reúne as condições ideias para a prática do nosso amado desporto!

E também, para começarmos o dia com um frio de "rachar" e aguaceiros que nos deixaram enregelados e a ter que limpar os óculos de cinco em cinco minutos.



A altimetria do percurso - como podem ver - não era para meninos ... e a começar bem durinha, mas a malta estava cheia de vontade de fazer os 50 km!

Após os primeiros quilómetros o trinca-brother começou a revelar cansaço - isto de ter "filhos" não é coisa fácil e deixa marcas ! Mas deixa lá ..... ao menos não mudaste fraldas durante um dia !

E no primeiro abastecimento, já no alto da serra, o trinca-friend e eu seguimos e apanhámos a melhor descida do dia. O Hugo só o vi na primeira curva...... e depois a tirar a foto no final .... Diz ele "fantástico"!
Depois de uns quilómetros sobe e desce a bom ritmo, chegámos ao momento do dia: a seguir a uma curva ...chouriço e farinheira assada para todos .. foi para aguentar a pedalada!

Depois da "bucha cheia" rumámos ao ponto mais alto do dia que alcançámos com orgulho ... 35 já cá cantavam!

Antes do final, apanhámos os km mais difíceis em que o corpo - principalmente as costas - já se queixavam e - pela primeira vez - rogámos pragas aos 50 ..... mas a determinação e a vontade de chegar ao fim não nos deixaram desistir - e o facto de irmos juntos - e cerca das 13h.30 chegámos!


Valeu a pena e recomendamos. Gostámos do percurso, camaradagem "cinco estrelas", comida do melhor, belas vistas - algumas escondidas pela manhã - e olhem o que nos esperava no fim:



Na entrega de prémios ainda ouvimos os agradecimentos aos "Trinca-Pedras"!

Para a próxima contamos com mais de V/ na Beira-Baixa!

Abraço,
Trinca-Ramos